Presidente do Irã nega ter pedido para cobrirem estátuas com nus em Roma

Roma, 27 jan (EFE).- O presidente do Irã, Hassan Rohani, negou nesta quarta-feira que tenha pedido que cobrissem as estátuas com nus instaladas no percurso que fez na segunda-feira pelos Museus Capitolinos de Roma.

Perguntado hoje em entrevista coletiva, o clérigo xiita afirmou que a controvérsia gerada é "uma questão jornalística" e disse não "ter nada que dizer" a respeito.

"Não pedi nada, mas sei que os italianos são muito hospitaleiros e tentam fazer de tudo para que a visita fique à vontade. Agradeço por isso", disse Rohani.

Na segunda-feira, Rohani deu uma entrevista coletiva junto com o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, na sala Esedra dos Museus Capitolinos de Roma.

Durante o percurso, Rohani teria que passar por estátuas com nus, como a Vênus capitolina, e por isso, os emissários da delegação iraniana teriam sugerido que seria adequado ocultar essas esculturas com tapumes, já que a religião islâmica proíbe a representação do corpo nu.

As imagens das obras cobertas com tapumes brancos provocou polêmica na Itália, e hoje a imprensa italiana questiona se cobrir as esculturas para não ferir a sensibilidade do líder foi a decisão correta.

Rohani iniciou na Itália uma tour europeia, que também o levará a França, e cujo objetivo é estreitar laços com estes países para encorajar o investimento no Irã, após a entrada em vigor do do acordo nuclear que permitiu o fim das sanções econômicas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos