Encontrada vala comum com mais de 40 supostas vítimas do EI em Ramadi

Bagdá, 28 jan (EFE).- As Forças de Segurança do Iraque encontraram uma vala comum que contém mais de 40 corpos no centro da cidade de Ramadi, que até há pouco estava nas mãos do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informou nesta quinta-feira à Agência Efe uma fonte de segurança.

Na fossa há um total de 42 corpos, incluindo os de mulheres e crianças, que foram supostamente executados pelo EI depois que tomaram o controle de Ramadi em maio passado.

A fonte detalhou que as vítimas eram membros dos corpos de segurança iraquianos e familiares destes.

Um comitê especializado inspecionou a fossa e entregou os corpos às autoridades legistas para que sejam analisados e se determine sua identidade.

Além disso, a fonte disse que provavelmente haja mais valas comuns na cidade, capital da província de Al Anbar, a maior do Iraque e situada no oeste do país.

O Exército iraquiano, com a ajuda aérea da coalizão internacional liderada pelos EUA, recuperou o controle de Ramadi no final de 2015, mas o EI ainda tem presença em seus arredores e em Al Anbar.

O grupo radical conquistou amplas regiões do Iraque no verão de 2014 e proclamou um califado em junho desse ano nos territórios que controla no país e na vizinha Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos