Ex-presidente da C.do Marfim se declara inocente de crimes contra humanidade

Haia, 28 jan (EFE).- O ex-presidente da Costa do Marfim Laurent Gbagbo e seu ministro da Juventude, Charles Blé Goudé, se declararam nesta quinta-feira não culpados de crimes contra a humanidade cometidos durante a onda de violência pós-eleitoral durante 2010 e 2011.

Goudé acrescentou, além disso, que não reconhece o Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, onde começou hoje o julgamento de ambos os acusados de quatro crimes contra a humanidade.

Durante a leitura das acusações, os acusados se mostraram tranquilos e Gbagbo quase não gesticulou, enquanto Goudé fez anotações o tempo todo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos