Holanda bombardeará posições do Estado Islâmico na Síria

Bruxelas, 29 jan (EFE).- O governo da Holanda deu sinal verde nesta sexta-feira à realização de ataques aéreos a posições do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na Síria, como parte da coalizão internacional que combate o jihadismo no país, informou a agência de notícias estatal "ANP".

Nesta semana, o partido trabalhista PVDA, que integra com o VVD a coalizão de governo do primeiro-ministro Mark Rutte, anunciou que apoiaria a iniciativa de estender à Síria a ação que caças holandeses realizam no Iraque.

Rutte tinha pedido "muito cuidado" no que dizia respeito a uma decisão de atacar o EI na Síria, embora seu partido, o VVD, reivindicasse estender ao país as ações em curso no Iraque. Já o PVDA se mostrava mais cauteloso e pedia um plano para o futuro da Sírio antes de apoiar bombardeios.

A câmara baixa do Parlamento debaterá provavelmente na próxima semana a ampliação da missão, para que os quatro F-16 holandeses que atuam no Iraque sejam disponibilizados também na Síria. No entanto, não é necessário que o governo tenha que obter a permissão do parlamento para este tipo de medida, explicou a "ANP".

Após os atentados de 13 de novembro do ano passado em Paris, a França pediu ajuda aos parceiros de União Europeia em ações contra o EI, e os Estados Unidos, que lideram a coalizão internacional que combate o EI no Iraque e Síria, pediu mais esforços aos países envolvidos de alguma maneira nessa luta, incluindo a Holanda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos