Imagens de satélite confirmam atividade em base norte-coreana de mísseis

Seul, 29 jan (EFE).- Imagens de satélite da base norte-coreana de Sohae confirmaram nesta sexta-feira que há movimento nas instalações e que a Coreia do Norte poderia estar preparando o lançamento de um projétil de longo alcance, como advertiram ontem Seul, Tóquio e Washington.

As imagens publicadas e analisadas hoje pelo site especializado na Coreia do Norte, "38 north", mostram "atividades de baixa intensidade" na estação de lançamento situada na província de Pyongan do Norte, no extremo noroeste do país.

Isso indica que o regime de Kim Jong-un estaria nas "fases antecipadas de preparação para o lançamento de um veículo espacial", uma ação que Pyongyang garantiu no ano passado que realizaria em um futuro próximo.

Os lançamentos de satélites a bordo de foguetes são alvo de sanções da comunidade internacional, que os considera testes encobertos de mísseis balísticos intercontinentais.

A Coreia do Norte lançou pela última vez um foguete Unha-3, com o qual pôs em órbita um satélite de seu programa Kwangmyongsong ("Estrela brilhante"), dessa mesma base em dezembro de 2012.

Os movimentos detectados e reportados ontem por Japão e Coreia do Sul, e mais tarde confirmados pelos Estados Unidos, acontecem pouco tempo depois que o regime norte-coreano realizou no dia 6 de janeiro seu quarto teste nuclear subterrâneo, o primeiro supostamente envolvendo uma bomba de hidrogênio.

O site "38 north", que é ligado à universidade americana Johns Hopkins, indicou que, apesar de ser "pouco provável" que o lançamento aconteça ao longo da próxima semana, "é importante ressaltar que há um alto grau de incerteza" em torno do que ocorre em Sohae.

A principal razão disso, segundo o site especializado, é que a Coreia do Norte mantém coberta a torre de lançamento e outras instalações próximas desde meados do ano passado, o que impede os satélites de captar imagens do local, onde o projétil possivelmente estaria sendo acoplado dentro da estrutura.

Além disso, o site afirma que os técnicos norte-coreanos podem aproveitar a noite e os momentos de céu encoberto, quando os satélites são incapazes de obter imagens, para transferir as fases do projétil com as plataformas móveis e armá-lo dentro da torre coberta.

O relatório conclui dizendo que se "Coreia do Norte mantiver as práticas" de lançamentos anteriores, nos próximos dias será possível ver um aumento de atividade em toda a base de Sohae.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos