Turquia convoca embaixador russo para denunciar nova violação de espaço aéreo

Istambul, 30 jan (EFE).- A Turquia convocou neste sábado o embaixador da Rússia em Ancara para protestar contra uma nova violação do espaço aéreo do país por um avião de combate russo.

O incidente ocorreu às 9h46 GMT (7h46 em Brasília) e teria sido protagonizado por um caça SU-34, segundo um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da Turquia.

Momentos antes da invasão, responsáveis pelos radares militares turcos enviaram várias mensagens de advertência em russo e em inglês ao avião, acrescentou a nota, sem especificar em que parte da fronteira do após ocorreu o incidente.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia convocou o embaixador russo em Ancara ontem à noite, para expressar a "mais enérgica condenação pelo ocorrido". "Fazemos um pedido claro para que a Rússia atue com responsabilidade e evite violar o espaço aéreo turco, que é o espaço aéreo da Otan", afirmou o comunicado.

"Sublinhamos mais uma vez que, se desta irresponsabilidade forem derivadas consequências graves e indesejáveis, toda a responsabilidade será da Rússia", concluiu o texto.

Aviões turcos derrubaram, no último dia 24 de novembro, um caça-bombardeiro SU-24 russo que participava de uma missão no noroeste da Síria. Segundo a versão de Ancara, negava por Moscou, a aeronave teria invadido o espaço aéreo do país.

O incidente criou uma grande tensão diplomática entre ambos os governos. Como retaliação, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, impôs uma série de sanções à Turquia, especialmente nos setores de turismo e comércio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos