Governo da Síria eleva para 45 número de mortos em explosões perto de Damasco

Cairo, 31 jan (EFE).- Pelo menos 45 pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas em três explosões registradas neste domingo no subúrbio de Sayida Zeinab, ao sudeste de Damasco e de maioria xiita, informou a "Sana", agência oficial de notícias da Síria.

A agência, que citou uma fonte do Ministério do Interior, classificou os ataques de "atentados covardes". Além disso, afirmou que o primeiro deles ocorreu com a explosão de um carro-bomba em uma parada de ônibus na região de Ku Sudão.

Depois, segundo a "Sana", dois terroristas suicidas acionaram os coletes explosivos que levavam quando os moradores da região se aproximavam para ajudar os feridos da primeira explosão.

As explosões também provocaram importantes danos materiais, informou a "Sana". "O objetivo dessa ação terrorista covarde e desesperada é elevar a moral das organizações terroristas que estão sendo derrotadas em todas as regiões do país", disse do Ministério do Interior citada pela agência.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos elevou para 47 o número de mortos no incidente, entre eles 16 milicianos xiitas leais ao regime de Bashar al Assad. Ao contrário da "Sana", a organização afirma que foram duas explosões, a primeira por um suicida com um colete de explosivos e a segunda por um carro-bomba.

A entidade, que inicialmente informou sobre a morte de 12 pessoas, não descarta que o número de vítimas ainda aumente devido a quantidade de feridos em estado grave.

Sayida Zeinab está a de 17 quilômetros ao sudeste de Damasco e é protegida pelo grupo xiita libanês Hezbollah, organização que já afirmou, em várias ocasiões, que zela pelas áreas e santuários xiitas contra ataques dos sunitas na Síria.

No subúrbio está a mesquita de Sayida Zeinab, local de peregrinação dos xiitas e que, no passado, foi alvo de ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos