Al Qaeda retoma reduto em província do sul do Iêmen

Sana, 1 fev (EFE).- Combatentes da Al Qaeda na Península Arábica (AQPA) retomaram nesta segunda-feira o controle da cidade de Azzan, seu principal reduto na província de Shebua, no sudeste do Iêmen, sem enfrentar qualquer tipo de resistência.

Vários cidadãos da cidade informaram à Agência Efe que centenas de milicianos da Al Qaeda chegaram à cidade nesta madrugada a bordo de dezenas de caminhões e de veículos blindados, sem que as forças de segurança opusessem resistência.

Além disso, as testemunhas indicaram que os jihadistas instalaram postos de controle nos arredores da cidade e em seus acessos.

Além disso, os extremistas tomaram o controle da Prefeitura e dos bancos e içaram a bandeira negra de sua organização nas sedes governamentais e nos postos de controle.

Azzan tem 70 mil habitantes e está situada 570 quilômetros ao sudeste da capital iemenita, Sana.

Até hoje, esta cidade era controlada pelas milícias da resistência do sul, leais ao presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi, desde a retirada dos rebeldes houthis e das forças fiéis ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh da província de Shebua em 15 de agosto.

Shebua é uma das cinco províncias do país recuperada pelas forças fiéis a Hadi desde o começo dos bombardeios da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita que ataca posições dos houthis, em março passado.

A cidade de Azzan é considerada como o segundo foco comercial da província de Shebua e está localizada perto do porto de Balhaf, desde onde é exportado gás natural liquidificado.

Em março de 2011, Al Qaeda declarou em Azzan um emirado islâmico e esteve controlando essa cidade até meados de 2012, quando foi expulsa pelo Exército iemenita.

Atualmente, a organização terrorista controla a cidade de Al Mukala, capital da província de Hadramut, também no sudeste do país.

A organização aproveitou a deterioração da segurança nas zonas do sul, que foram recuperadas nos passados meses pelas forças leais a Hadi após expulsar aos forças chíes houthis, para expandir sua presença.

A Al Qaeda no Iêmen é considerada pelos EUA como uma dos braços mais perigosos e ativas da rede terrorista, enquanto o grupo Estado Islâmico ainda não cobrou tanta notoriedade neste país, onde surgiu em março do ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos