Combates no norte de Bagdá matam pelo menos 30 membros do EI

Bagdá, 1 fev (EFE).- Pelo menos 30 membros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram nesta segunda-feira em enfrentamentos com as forças iraquianas na província de Saladino, ao norte da capital Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte de segurança dessa região.

Segundo a fonte, os combatentes radicais atacaram postos das forças governamentais na região de Al Fatha e dois os campos de petróleo ao norte de Tikrit, capital provincial de Saladino.

As forças de segurança e a milícia pró-governo Multidão Popular dos Clãs repeliram o ataque com o apoio da aviação militar iraquiana e mataram 30 jihadistas.

Além disso, nos enfrentamentos foram destruídos três tanques e cinco veículos do EI, entre eles três carros-bomba conduzidos por terroristas suicidas que atentariam contra as forças iraquianas.

Por outro lado, cinco membros das forças governamentais perderam a vida e 22 ficaram feridos, e neste momento prosseguem os enfrentamentos na zona, acrescentou a fonte.

As tropas iraquianas libertaram Tikrit do controle do EI em 31 de março, depois que a organização radical conquistou a cidade no verão de 2014.

A situação geográfica de Saladino, entre Bagdá e Ninawa, cuja capital é Mossul, principal reduto dos extremistas no Iraque, outorga uma grande importância estratégica no conflito.

Em junho de 2014, o EI tomou o controle de amplas zonas do Iraque e declarou um califado nos territórios que controla neste país e na vizinha Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos