Otan eleva para 20 o número de mortos em ataque suicida em Cabul

Cabul, 1 fev (EFE).- Pelo menos 20 policiais morreram e 32 pessoas ficaram feridas, delas 25 agentes e sete civis, em um ataque suicida nesta segunda-feira dos talibãs perante um quartel policial em Cabul, informou a missão da Otan no Afeganistão, Apoio Decidido.

O porta-voz da Aliança Atlântica no país asiático, o coronel Michael Lawhorn, indicou à Agência Efe que essa é o número de mortos e feridos da Aliança Atlântica com base nos dados fornecidos pelo Centro Nacional Afegão de Comando Militar

Segundo disse à Agência Efe um porta-voz da Polícia de Cabul, Javid Niazi, um insurgente suicida detonou as bombas que levava em seu colete por volta das 14h local (7h30, em Brasília) na entrada das dependências da Polícia Nacional Antidistúrbios.

Os talibãs reivindicaram a autoria da ação e asseguraram que pelo menos 40 policiais morreram, apesar dos números desse grupo serem pouco confiáveis.

"O atentado foi perpetrado pelo agressor procurador de martírio (suicida) Muhammad", que se ateou fogo contra um grupo de agentes que estavam saindo do edifício, disse o porta-voz talibã Zabiullah Mujahid em comunicado.

O chefe adjunto da área de Comunicações da Apoio Decidido, o general-de-brigada Wilson Shoffner, afirmou em comunicado que, "mais uma vez, os terroristas se dirigiram contra uma zona povoada sem levar em consideração vidas inocentes".

"Os talibãs não têm nenhum plano para o desenvolvimento do Afeganistão. Ir contra aqueles que defendem seus compatriotas afegãos não avança na causa da paz", acrescentou.

O Afeganistão vive um dos períodos mais sangrentos desde a queda do regime talibã em 2001 e Cabul se vê sacudida por atentados de forma frequente.

No último deles, há dez dias, sete membros de uma produtora audiovisual morreram quando viajavam em um veículo.

Cerca de 70% da capital afegã permanece às escuras desde terça-feira passada por causa de um ataque talibã contra uma torre de alta tensão no noroeste do país.

A Otan anunciou que em 2016 triplicará sua presença até cerca de 12 mil soldados, pela situação de insegurança no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos