Papa lamenta queda de vocações religiosas

Cidade do Vaticano, 1 fev (EFE).- O papa Francisco lamentou nesta segunda-feira a queda das vocações, com mosteiros "onde restaram apenas quatro ou cinco freiras bem velhas", mas pediu que as pessoas não procurem a todo custo como uma espécie de "inseminação artificial".

O papa disse essas palavras aos cerca de 5 mil religiosos e religiosas procedentes de todo o mundo, que estão em Roma para celebrar o Ano da Vida Consagrada e que foram hoje à Audiência de Francisco na Sala Paulo XVI do Vaticano.

Francisco tinha preparado um discurso, mas decidiu não lê-lo e preferiu falar "com o coração".

"A mim dói muito quando vejo a falta de vocações, quando nas comunidades religiosas há somente um noviço ou uma noviça ou quando nos grandes mosteiros restam só quatro ou cinco freiras velhinhas", disse o papa.

Francisco advertiu que algumas congregações "fazem o experimento da inseminação artificial e convidam todo o mundo, mas é preciso receber isso com seriedade e separar o que é e não é uma verdadeira vocação".

Aos religiosos Francisco também pediu uma "obediência forte", mas não "militar", e sim de "doação", e pediu também que às vezes, embora não gostem, o que têm que fazer é "tragar", fazendo um gesto com a boca e as mãos que arrancou risos dos presentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos