Polícia francesa detém seis supostos jihadistas em Lyon

Paris, 2 fev (EFE).- Os serviços de segurança da França detiveram nesta terça-feira seis pessoas que estavam se preparando para viajar à Síria supostamente para se unirem a grupos jihadistas, publicou a imprensa francesa, que destacou que duas delas pretendiam atacar clubes liberais de swing.

Os seis detidos, cinco homens entre 22 e 27 anos e uma mulher de 20, tinham comprado uma passagem de ônibus que passava pela Bulgária e Turquia, e partiriam de Lyon, no sudeste da França, semana que vem.

A operação contou com a participação da subdireção antiterrorista da Polícia Judiciária (SDAT) e da Força de Intervenção da Polícia Nacional, afirmou a emissora "BFM TV".

A detenção antes da possível apresentação a um juiz antiterrorista para serem formalmente acusados é permitida por um prazo máximo de 96 horas.

O jornal "Le Monde" afirmou que alguns dos detidos já eram conhecidos pelos serviços de inteligência por sua filiação ao movimento islamita radical, embora nunca tinham sido condenados por isso.

O promotor de Paris, François Molins, disse no último dia 18 que mais de 1.800 franceses estão atualmente envolvidos em filiais jihadistas na Síria e no Iraque, um número que inclui os que já estão em algum desses países, os que pretendem ir até ali e os que estão a caminho, pela primeira ou por outra vez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos