Justiça colombiana investiga morte de 37 crianças por beber água contaminada

Bogotá, 3 fev (EFE).- A Corte Constitucional da Colômbia está investigando se a extração de minerais e a exploração florestal no oeste do país provocaram a morte de 37 crianças indígenas entre os anos 2013 e 2014 por beber água contaminada, informaram nesta quarta-feira fontes judiciais.

O tribunal explica em um auto divulgado hoje que estuda uma ação de tutela interposta por várias comunidades étnicas residentes na bacia do rio Atrato, no oeste do país, onde, segundo a denúncia, "o uso intensivo e em grande escala de métodos de extração mineradora e de exploração florestal" causam danos ao meio ambiente e à população.

Entre eles se destaca o vazamento de mercúrio no rio, que pode ter causado, segundo os litigantes, a morte de 37 crianças das comunidades indígenas Quiparadó, Juinduur e Embera Katío entre 2013 e 2014.

As comunidades étnicas que abriram o processo asseguram que, "apesar dos chamados de urgência", a presidência e vários Ministérios como os de Saúde, Ambiente, Minas, Agricultura, Habitação, Educação e Defesa, assim como os governos regionais dos departamentos de Chocó e Antioquia, não realizaram "ações integrais para enfrentar e dar solução para esta grave situação".

Perante esta tutela, a Corte Constitucional pediu a várias entidades acadêmicas e institucionais, assim como a vários organismos das Nações Unidas, que forneçam informação que lhe permita tomar uma decisão para solucionar o problema.

Além disso, ordenou a prática de uma inspeção judicial na região para "estabelecer o estado atual das comunidades que vivem na bacia do rio Atrato, e indagar sobre as condições de contaminação e obstrução do rio como consequência da realização de atividades de mineração e exploração florestal".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos