Tiroteio com polícia no Cairo deixa 2 supostos terroristas mortos

Cairo, 3 fev (EFE).- Ao todo, dois supostos terroristas morreram, e um oficial de polícia e dois recrutas ficaram feridos em um tiroteio nesta quarta-feira em um apartamento no sul do Cairo, informou à Agência Efe uma fonte de segurança.

Quando os agentes se aproximaram do apartamento, no bairro de Hadayiq al-Maadi, para deter a "a célula terrorista" começou um tiroteio entre as forças de segurança e as pessoas que estavam dentro do imóvel.

No tiroteio foram abatidos dois suspeitos, identificados como Mohammed Gad e Mohammed Abdelkarim, ambos do Cairo e envolvidos em vários ataques contra os agentes de segurança na zona região de Helwan, ao sudeste da capital egípcia, segundo um comunicado da polícia.

O Ministério do Interior detalhou que a célula terrorista tinha vínculos com o grupo Ashnad Masr (Soldados do Egito), que reivindicou vários atentados de limitado alcance nos dois últimos anos no Cairo.

Segundo a nota, os indivíduos estavam preparando "ataques contra personalidades públicas e membros da polícia e do exército".

Foram achados dois fuzis, um lança-granadas, uma pistola, grande quantidade de munição e de explosivos, além de detonadores e documentos pertencentes à embaixada da Malásia.

No mês passado, sete pessoas, entre elas quatro policiais, perderam a vida na explosão de uma bomba em uma casa do bairro de Al Mariutiya, em Giza, perto das pirâmides. A explosão aconteceu em um apartamento ocupado por supostos terroristas no momento em que uma bomba seria desarmada, durante uma operação policial para deter os suspeitos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos