Arábia Saudita afirma que está preparada para enviar tropas à Síria

Em Riad

  • Vadim Ghirda/AP

O Exército da Arábia Saudita está disposto a participar de qualquer operação terrestre na Síria caso a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos demande, disse nesta quinta-feira (4) à Agência Efe o porta-voz militar saudita, Ahmed al Asiri.

"O reino (da Arábia Saudita) está disposto a participar de qualquer operação terrestre na Síria se a coalizão (internacional contra o grupo jihadista Estado Islâmico) chegar a um acordo sobre isso", afirmou Al Asiri.

De acordo com o porta-voz, o Exército atuará "de forma séria e positiva em qualquer tipo de operação terrestre contra o EI, caso haja um acordo entre os membros da coalizão".

Al Asiri destacou que a Arábia Saudita participa desde o início das operações aéreas contra o EI na Síria, em setembro de 2014, e está disposta agora a "combater com forças terrestres na Síria".

O representante garantiu que não há relação entre esta disposição e as negociações de paz de Genebra entre o governo de Damasco e a oposição, que ontem foram adiadas para o fim do mês pelas grandes diferenças entre as partes.

Al Asiri especificou que o processo de Genebra tem como objetivo encontrar uma solução política para o conflito, enquanto a operação militar é para combater o EI no terreno. Mesmo assim, afirmou que "o regime sírio e o EI são duas faces da mesma moeda".

A Arábia Saudita expressou sua oposição ao regime do presidente Bashar al Assad desde a explosão da revolta na Síria, em março de 2011, e pediu diversas vezes para que o governante deixe o poder.

Além disso, o país apoiou ativamente os grupos armados rebeldes que lutam contra o líder, por isso foi acusado de promover o auge dos batalhões islamitas, inclusive o EI.

Riad ofereceu apoio à coalizão internacional liderada por Washington quando começou a operar na Síria e participa das operações militares nesse país, mas não no Iraque, onde o grupo radical também tem grande presença.

Em dezembro do ano passado, a Arábia Saudita anunciou a criação de uma nova coalizão militar antijihadista integrada por 34 países islâmicos, embora sua formação ainda não tenha se concretizado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos