EUA pedem fim de bombardeios de Assad e Rússia contra oposição na Síria

Washington, 3 fev (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, pediu nesta quarta-feira o fim dos ataques do governo sírio apoiados pelos bombardeios da Força Aérea russa nas áreas controladas pela oposição na Síria, depois que os opositores garantiram que não retornarão às negociações de paz.

Em comunicado, Kerry criticou o "ataque contínuo" das forças do regime de Bashar al Assad e dos russos contra as áreas controladas pela oposição e o "assédio sobre centenas de milhares de civis" que, na sua opinião, demonstram a intenção de se buscar uma solução pelo caminho militar, ao invés da política.

"Pedimos ao regime e aos que o apoiam que acabem com os bombardeios das áreas controladas pela oposição, especialmente Aleppo, e que terminem com seu assédio sobre os civis em consonância com as resoluções do Conselho de Segurança da ONU 2165, 2254 e 2258", disse o secretário de Estado.

A delegação da oposição síria nas negociações de paz disse hoje que não retornará à Genebra para continuar participando do diálogo a menos que veja progressos concretos no âmbito humanitário na Síria.

"A delegação deixará amanhã Genebra e não voltará até que vejamos progressos no terreno", declarou o dirigente da oposição Salim Muslet, em pronunciamento à imprensa.

O mediador da ONU para as conversas de paz suspendeu hoje temporariamente as conversas de paz e anunciou que as mesmas serão retomadas no próximo dia 25.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos