Supostos islamitas presos planejavam atentado em Berlim, segundo Promotoria

Berlim, 4 fev (EFE).- Os supostos radicais islâmicos detidos nesta quinta-feira nas operações realizadas em paralelo em três estados federados da Alemanha planejavam realizar um atentado em Berlim, segundo fontes da Promotoria.

Conforme o jornal "Bild", seu alvo era a Alexanderplatz, questão esta até agora não confirmada pela Promotoria, que não quis divulgar mais informações a respeito.

Dois dos três detidos nesta quinta-feira faziam parte de uma célula islamita, vinculada ao grupo Estado Islâmico (EI) e disposta a realizar atos violentos.

Segundo informou a Polícia de Berlim, que coordenou as revistas realizadas na capital e nos Länder (estados) da Renânia do Norte-Vestfália e Baixa Saxônia, os detidos são dois homens e uma mulher, a qual tinha uma ordem de detenção prévia vinculada a outros delitos.

Um dos detidos tinha recebido formação militar na Síria e era procurado também pelas autoridades da Argélia por sua suposta filiação ao EI.

Segundo a imprensa local, se trata de um cidadão argelino de 35 anos que vivia em um albergue para solicitantes de asilo na cidade de Attendorn (oeste do país).

O segundo suspeito, também argelino, foi detido em Berlim.

As forças de segurança continuam procurando um suspeito em Hannover, que segundo a imprensa alemã era vinculado a grupos islamitas da Bélgica.

Em Berlim participaram da operação 450 agentes, com quatro casas e dois escritórios revistados.

Na operação foram confiscados documentos, computadores e telefones celulares que estão sendo analisados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos