Alemanha admite congestionamento de 770 mil pedidos de asilo

Berlim, 5 fev (EFE).- O departamento federal de Migração e Refugiados da Alemanha alertou nesta sexta-feira sobre a existência de um "congestionamento" de até 770 mil solicitações de asilo ainda pendentes de resolução e advertiu que se for mantido o atual fluxo de chegada de refugiados, não terá capacidade para atendê-los.

Ao longo de 2015, e apesar ter aumentado o pessoal destinado a essas funções, apenas 280 mil solicitações foram atendidas e resolvidas, alertou o presidente desse departamento, Frank-Jürgen Weise.

Entre 670 mil e 770 mil seguem sem ter sido resolvidas, o que é "inaceitável", acrescentou, tanto para os refugiados que esperam uma resposta como para as autoridades e municípios alemães aos quais, seja qual for a situação dessas pessoas, têm a incumbência de atendê-los.

Weise declinou fazer previsões sobre quantos novos peticionários de asilo podem chegar neste ano à Alemanha -em 2015 estima-se que foram cerca de 1,1 milhão-, com o argumento que não corresponde a seu departamento fazer este tipo de cálculos.

O líder advertiu, no entanto, que entre 300 mil e 400 mil dos refugiados recebidos no ano passado pelo país nem sequer chegaram a cursar sua solicitação, seja por incapacidade administrativa de atendê-lo ou por "circunstâncias pessoais" destes.

"Não é aceitável que essas pessoas tenham que esperar tanto. É ruim para sua integração e para o mercado de trabalho", insistiu Weise, que assumiu seu cargo à frente desse departamento há quatro meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos