Ataques no Mali matam dois terroristas e um militar

Bamaco, 5 fev (EFE).- Pelo menos dois supostos terroristas e um militar malinês morreram durante vários ataques nesta sexta-feira na cidade de Timbuktu (norte do país), segundo um balanço provisório comunicado à Agência Efe por fontes policiais.

Por volta das 6h local (4h, em Brasília) grupos de homens armados atacaram um posto de controle militar na região de Kembara, assim como uma residência de militares da missão da ONU (Minusma), contígua à residência do governador, o que fez acreditar em um momento que o governador era o alvo eleito.

As informações são ainda fragmentadas, mas sabe-se que os agressores perderam dois homens no tiroteio que ocorreu após o ataque com os militares malineses (um deles poderia ser um suicida), enquanto um oficial do Exército também morreu.

Se desconhece por enquanto se houve vítimas entre os boinas azuis, que pertenciam ao contingente nigeriano.

As fontes explicaram que segue aberta a operação de busca dos demais agressores, para a qual pediu a colaboração da população local, enquanto os transportes (por terra e ar) foram suspensos até nova ordem.

A região do nordeste do Mali situada ao norte do rio Níger é reduto de diferentes grupos armados, tanto tuaregue independentistas como grupos jihadistas locais ou leais à Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI).

Estes últimos combatem com relativa frequência o Exército malinês e os "boinas azuis" da ONU, que têm no norte do Mali uma das missões mais perigosas do mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos