China: Armazenamento "inadequado e ilegal" causou explosões em Tianjin

Pequim, 5 fev (EFE).- A investigação oficial das explosões ocorridas em agosto do ano passado em um terminal de contêineres de Tianjin (norte da China) concluiu nesta sexta-feira que sua origem foi o armazenamento "inadequado ou ilegal" de materiais perigosos e pediu a punição de 123 pessoas, cinco em nível ministerial.

O relatório oficial divulgado pela agência "Xinhua" foi realizado pelo Conselho de Estado (governo) após cinco meses de investigações sobre as explosões, que causaram pelo menos 165 mortos, embora o número prévio de vítimas fosse de 173 falecidos e mais de 700 feridos.

As explosões foram causadas pela combustão de materiais perigosos, armazenados de forma "inadequada e ilegal" no terminal, informa o documento.

O fogo começou em um contêiner de lixo, através da combustão espontânea da nitrocelulose devido à vaporização do agente umectante em água, e o incêndio se expandiu depois inflamando outros químicos, como o nitrato de amônia.

Dias depois do acidente, que aconteceu no dia 12 de agosto de 2015, o Ministério da Segurança Pública chinês confirmou que o terminal continha pelo menos 3.000 toneladas de cerca de 40 produtos químicos perigosos, entre eles 800 toneladas de nitrato de amônia, 700 de cianureto de sódio e outras 500 toneladas de nitrato de potássio.

O relatório também indica que as explosões causaram perdas diretas de 6,870 bilhões de iuanes (cerca de US$ 1,1 bilhão), e que as autoridades chinesas ainda vigiam e controlam os níveis de contaminação na região, que dispararam após o fato.

A publicação foi feita pouco mais de uma semana depois que a Promotoria chinesa anunciou investigações contra 25 suspeitos de negligência e abuso de poder por causa das explosões, e que informou da detenção de outras 22 relacionadas com o caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos