ONU pede a Reino Unido e Suécia que ponham fim a detenção de Assange

Genebra, 5 fev (EFE).- O Grupo de Trabalho da ONU sobre Detenções Arbitrárias pediu nesta sexta-feira ao Reino Unido e à Suécia que "ponham fim à privação de liberdade" do fundador do Wikileaks, Julian Assange, e que reconheçam seu direito a reivindicar uma compensação.

Os especialistas que formam esse órgão da ONU também solicitam que se "respeite sua integridade física e sua liberdade de movimento", após analisarem o caso de Assange, que vive refugiado desde 2012 na embaixada do Equador em Londres para evitar sua extradição para a Suécia, que o reivindica por supostos crimes sexuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos