Polícia procura autores de tiroteio em torneio de boxe em Dublin

Londres, 6 fev (EFE).- A polícia irlandesa procura neste sábado os quatro indivíduos vestidos de policiais e uma mulher que invadiram ontem atirando um torneio de boxe em Dublin, na Irlanda, deixando um morto e dois feridos.

O superintendente chefe da guarda irlandesa, Barry O'Brien, assinalou que foram utilizadas "armas grandes", parecidas com fuzis AK-47.

"Dois indivíduos levavam o que se descreveu como uniformes policiais do tipo SWAT (unidade de armas e táticas especiais) com capacetes de metal, parecidos com os que se veem nas séries televisivas de criminosos", disse.

A polícia confirmou também que outro dos agressores estava vestido de mulher, com uma peruca castanha.

Eles invadiram ontem atirando o Hotel Regency, no norte de Dublin, onde 300 pessoas, entre as quais havia crianças, assistiam à sessão de peso dos boxeadores que participariam de uma grande luta que estava marcada para esta noite.

Um vídeo publicado na internet mostra o momento em que um dos pugilistas, vestido de Superman, deixa o pódio após ser examinado, logo após se ouvem tiros e o pugilista e o resto das pessoas fogem apavoradas.

Segundo o testemunho do presidente da União de Boxe da Irlanda, Mel Christle, o tiroteio não era contra os pugilistas, mas a outras pessoas que estavam ali.

As três vítimas, de entre 20 e 30 anos, foram levadas a um hospital, onde uma delas morreu.

Várias testemunhas contaram que se esconderam por trás da mobília ao ver que os agressores abriam fogo contra alvos concretos.

O jornalista esportivo Kevin McAnena, que cobria o evento, disse que eles levavam "armas enormes", e apontaram contra ele antes que conseguisse se esconder atrás da recepção.

McAnena indicou que pareciam buscar alguém, e disse que viu como disparavam em um homem que estava perto dele, que finalmente morreu. "Foi surreal, passou muito rápido", declarou.

Os agressores fugiram em uma caminhonete que depois foi encontrada em chamas perto do hotel.

O promotor do evento esportivo, anunciado como "Confronto de Clãs", é a companhia MGM.

Alguns meios de comunicação avaliaram a possibilidade de o ataque seja obra de uma das quadrilhas de crime organizado irlandês que operam no litoral do Sol, que teriam disparado contra gângsteres de Dublin.

O combate estrela que estava previsto para esta noite seria entre o irlandês Jamie Kavanagh e o português João Bento, que decidiria o título europeu da Organização Mundial do Boxe na categoria de peso leve.

O canal de televisão "Box Nation", que transmitiria a luta, informou que ela foi suspensa por causa do ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos