Turquia montará no lado sírio barracas para 30 mil deslocados de Aleppo

Istambul, 6 fev (EFE).- As autoridades turcas anunciaram neste sábado que se preparam para estabelecer no lado sírio da fronteira um acampamento que poderá receber 30 mil pessoas que fugiram dos combates em Aleppo.

A informação foi dada pelo governador da província de Kilis, Süleyman Tapsiz, onde fica a passagem fronteiriça de Öncüpinar, principal comunicação entre a região de Aleppo e Turquia.

Do lado sírio da fronteira há pelo menos 15 mil deslocados sírios, segundo números das Nações Unidas, embora Tapsiz tenha afirmado à imprensa que são entre 30 mil e 35 mil deslocados.

Ele ressaltou que, por enquanto, as autoridades turcas enviam comida e ajuda humanitária, mas criarão um acampamento para eles, a cerca de 1,5 quilômetro da fronteira.

O governador esclareceu que por enquanto não está previsto abrir a fronteira a estes deslocados e os atenderão em território sírio, mas destacou que em caso de necessidade, a província de Kilis estaria "totalmente preparada" para receber todos.

"Atualmente estamos distribuindo porções de comida para 20 mil pessoas, mas temos capacidade para atender 50 mil", afirmou Tapsiz na entrevista coletiva.

O número de deslocados na fronteira, segundo ele, poderia aumentar até 70 mil se os bombardeios "do regime sírio e de aviões russos" na região continuarem, e pediu que a comunidade internacional intervenha imediatamente para freá-los.

A Turquia tem recenseados 2,5 milhões de refugiados sírios em seu território. Ontem o Ministério do Interior estimou que o total pode chegar a 2,7 milhões, dos quais 260 mil vivem em acampamentos estabelecidos pelo Estado e o resto sobrevive por conta própria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos