Emboscada em Damasco deixa 35 soldados sírios mortos

(atualiza com número de mortos)

Cairo, 7 fev (EFE).- Pelo menos 35 membros das forças do governo sírio e milicianos afins morreram neste domingo em uma emboscada do rebelde Exército do Islã na zona de Tel Suan, na periferia de Damasco.

O diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abderrahmán, explicou à Agência Efe que as forças governamentais caíram na emboscada quando lançaram um ataque desde a sede da Brigada 39 para tentar tomar o controle de Tel Suan.

O número de mortos nas fileiras governamentais pode aumentar porque ainda há 10 homens desaparecidos, segundo o Observatório.

Os combatentes do Exército do Islã, que também danificaram dois veículos blindados do regime sírio, sofreram três baixas em suas fileiras.

Tel Suan está situada entre as populações de Adra e Duma, na região de Ghouta Oriental, que é o principal reduto dos rebeldes nos arredores de Damasco, e concretamente do Exército do Islã.

O Exército do Islã é uma das facções armadas da oposição mais importantes da Síria e tem, além disso, representantes na Comissão Suprema para as Negociações (CSN), que participou de conversas de paz, auspiciadas pela ONU, em Genebra.

A Síria é há quase cinco anos palco de um conflito que já deixou mais de 260 mil mortos, segundo os últimos números do Observatório. EFE

se-mv-ms/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos