Otan condena lançamento de foguete e pede que C.Norte pare de provocações

Bruxelas, 7 fev (EFE).- O secretário-geral da Otan, Jens, Stoltenberg, condenou neste domingo o lançamento de um foguete de longo alcance pela Coreia do Norte e pediu ao país que se abstenha de novas ações que representem uma provocação.

Stoltenberg expressou em comunicado sua "firme condenação" ao lançamento do foguete que, lembrou, aconteceu após o teste nuclear que a Coreia do Norte realizou em 6 de janeiro.

Ele ressaltou que o lançamento "é uma violação direta de cinco resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas", que proíbem a Coreia do Norte do uso de tecnologia balística.

"A Otan continua pedindo às autoridades norte-coreanas que cumpram suas obrigações sob o Direito internacional, que não ameacem ou conduzam lançamentos fazendo uso de tecnologia de mísseis balísticos e que se abstenham de outras ações que representem uma provocação", acrescentou Stoltenberg.

A Coreia do Norte voltou a desafiar à comunidade internacional ao lançar pela segunda vez um satélite ao espaço, uma ação que gerou fortes protestos, por ter sido considerada um teste de mísseis encoberto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos