Shoppings venezuelanos reduzirão jornada por racionamento elétrico

Caracas, 7 fev (EFE) - Vários shoppings da Venezuela anunciaram através de suas redes sociais que, a partir de quarta-feira, reduzirão sua jornada de trabalho das 15h às 19h (17h30 às 21h30, em Brasília) nos dias de semana, para se adaptar ao racionamento imposto pela Corporação Elétrica Nacional (Corpoelec).

"A Corpoelec implementará a interrupção programada e temporária dp fornecimento do serviço de energia devido à afetação da geração hidrelétrica pelo fenômeno El Niño (...) consistirá em cortes elétricos, de segunda-feira a sexta-feira entre 13h às 15h e entre 19h e 21h" (das 15h às 17h e das 21h às 23h, em Brasília), diz o comunicado divulgado hoje.

A câmara Venezuelana de Shoppings (Cavececo), "se encontra em conversas com dito organismo do Estado para conseguir flexibilidade da medida", acrescenta.

A proposta da Cavececo ao Ministério de Energia Elétrica é abrir de forma corrida das 12h às 19h, o que "pouparia 5 horas diárias de energia, o que se traduzem em 2600 Mwh" segundo informou a organização.

"Um horário corrido é a única opção que nos permite cumprir com o plano de economia e por sua vez minimizar o impacto na qualidade de vida dos venezuelanos e nas atividades econômicas que são realizadas nos centro comerciais", assegurou a organização.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos