Taiwan acelera resgate para salvar possíveis sobreviventes do terremoto

Francisco Luis Pérez.

Taipé, 7 fev (EFE).- As equipes de resgate se apressam em tentar resgatar os soterrados mais acessíveis entre os escombros do terremoto que sacudiu no sábado em Tainan, no sul de Taiwan, diante do temor que a passagem do tempo cobra cada vez mais vidas, com 29 mortos e 516 feridos, segundo o Serviço Nacional de Emergências.

O prefeito Tainan, William Lai, disse que, dado que já se trabalha contra o relógio para salvar o máximo número de soterrados, "darão prioridade ao salvamento de 29 pessoas (entre 121 desaparecidos), localizadas nos lugares mais facilmente acessíveis".

"Ainda há esperanças e estamos recuperando a gente com vida", disse hoje Lai à imprensa, consciente que diminuem as possibilidades de recuperar com vida as vítimas deste terremoto de 6,4 graus na escala Richter que assolou Taiwan no sábado.

Uma equipe japonesa e dois chineses chegaram hoje à ilha e estão cooperando com os taiuaneses nas operações de salvamento, que resgataram mais de 290 pessoas, várias delas que estavam há mais de 30 horas sob os escombros no edifício Weiguan Jinlong, de Tainan.

Entre os 121 desaparecidos, segundo números de serviço de emergências, há quatro estudantes universitários que suspeita-se que tenham ficado presos sob outro edifício que desabou, no distrito de Yongkang, também em Tainan, informou o Serviço de Bombeiros da cidade.

Dos mortos, 24 eram residentes do edifício Weiguan Jinlong, um bloco de 17 andares com quase 300 apartamentos, que se transformou no centro do resgate e em centro de orações, alegria e lamento para os familiares dos desaparecidos.

Entre os resgatados após mais de 30 horas, há dois jovens de 20 anos, que desceu sozinho a escada na fachada do edifício, monitorado pelos bombeiros, e outro de sobrenome Huang. E uma criança de 11 anos enviou uma mensagem por uma rede social e disse que estava com seu irmão no apartamento B7-1, o que mobilizou seu resgate.

O primeiro-ministro taiuanês, Simon Chang, disse após falar com a mãe da menina de 10 dias encontrada morta, a única sobrevivente de sua família, que esta tragédia o deixou sem palavras.

"Lutaremos até o último minuto para salvar os soterrados", prometeu Chang hoje.

Alguns dos parentes dos desaparecidos não puderam resistir hoje à espera, e um deles obteve permissão dos bombeiros para colaborar no resgate de seu filho no edifício Weiguan Jinlong.

A cantora Madonna, que está em tour em Taiwan, deu sábado suas condolências "aos afetados e seus familiares". "Estou muito aflita, muito sentida", disse a estrela no início de sua apresentação em Taipé.

Também foram lançadas operações de ajuda e socorro para todos os deslocados, com 1.200 camas em colégios e doações de artigos básicos e comida por organizações como a Fundação Budista Tzu Chi e a Cruz Vermelha.

Tzu Chi enviou mais de mil voluntários a Tainan com cobertores, cachecóis, roupa de cama e comida, e distribuiu duas mil refeições quentes perto do edifício Weiguan, e em outros 15 pontos.

A Cruz Vermelha de Taiwan mobilizou mais de 100 empregados e voluntários para cooperar nas tarefas de socorro em Tainan, onde uma de suas equipes recuperou uma criança entre os escombros.

Vários hotéis de Tainan ofereceram alojamento de graça a que perdeu suas casas no terremoto, e grupos empresariais locais e organizações beneficentes doaram mais de US$ 50 milhões para o socorro dos afetados.

O fornecimento de eletricidade já foi normalizado para a maior parte dos 173 mil lares que sofreram cortes de energia, e também foi retomado o tráfego ferroviário até a cidade central de Chiayi, mas não mais ao sul.

O Ministério da Educação revelou que 289 escolas no sul de Taiwan, principalmente em Tainan e Kaohsiung, foram afetadas pelo terremoto. Uma aluna do primário morreu e outros três estudantes ficaram feridos.

No setor agrícola, os avicultores em Tainan e Kaohsiung sofreram perdas milionárias, embora no setor pesqueiro e agrícola ainda não tenham sido reportadas perdas.

O terremoto de 6,4 graus de magnitude teve epicentro na aldeia de Meinung, no sul de Taiwan, a 16,7 quilômetros de profundidade, e sacudiu o sul da ilha às 3h57 (17h37 de sexta-feira em Brasília), segundo o Serviço Meteorológico Central.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos