Scotland Yard avalia usar águias adestradas para interceptar drones

Londres, 8 fev (EFE).- A Polícia Metropolitana de Londres (Met) avalia utilizar águias adestradas para interceptar drones, diante do crescente uso desses aparelhos aéreos para cometer crimes, confirmou nesta segunda-feira a Scotald Yard.

O interesse da Met em recorrer ao instinto de caça dessas aves surgiu depois de testes feitos com estes animais especialmente adestrados pela polícia da Holanda.

Os drones - equipamentos aéreos conduzidos sem piloto, controlados por controle remoto - são utilizados atualmente pelas forças policiais para gravar imagens em lugares de complicado acesso como, por exemplo, falésias.

A emissora britânica "BBC" afirmou hoje que o crescente uso dessa nova tecnologia por criminosos e grupos terroristas gerou preocupação entre as forças da ordem. Nesses casos, as águias adestradas seriam empregadas para derrubar os drones suspeitos, que essas aves perceberiam como presas.

"Como é de se esperar em qualquer organização que está se transformando, interessam todas as ideias novas e inovadoras e, certamente, estamos atentos ao uso que a polícia holandesa faz das águias", indicou hoje um porta-voz da Met em ao canal britânico.

Em novembro, o ministério de justiça revelou que agentes recuperaram um drone que tinha sido usado para roubar telefones celulares, cartões SIM e drogas em Manchester, no norte da Inglaterra.

Nos primeiros cinco meses de 2015, o ministério registrou nove ameaças que utilizaram drones para entrarem em prisões da Inglaterra e Gales.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos