Colégios eleitorais de New Hampshire fecham, à exceção da cidade de Merrimack

Concord, (EUA), 9 fev (EFE).- Todos os colégios eleitorais de New Hampshire, nos Estados Unidos, fecharam nesta terça-feira entre as 7 e as 8 hora local (22h e 23h em Brasília) a exceção do centro de votação da cidade de Merrimack, que teve que prolongar sua abertura por causa das grandes aglomerações de trânsito.

Entre desespero e brincadeiras, os 19 mil habitantes de Merrimack, a oitava maior cidade de New Hampshire, tentaram várias vezes votar no único centro eleitoral aberto hoje nesta cidade para um dos eventos políticos mais importantes dos Estados Unidos.

Depois do caucus (assembleia populare) de Iowa, New Hampshire é a segunda etapa da corrida presidencial.

Destas primeiras primárias dos EUA, sairão 23 delegados republicanos e 32 democratas (incluindo "superdelegados") que apresentarão New Hampshire nas convenções nacionais dos partidos, quando se nomeará oficialmente o candidato democrata e republicano para o pleito de novembro.

Enquanto o colégio eleitoral de Merrimack permaneceu aberto, os centros de votação do resto do estado fecharam na hora.

A maior parte dos colégios eleitorais fecharam às 7h (horário local), embora alguns localizados na cidade de Nashua fecharam às 8h.

Neste pequeno estado de Nova Inglaterra espera-se que votem nas primárias 550 mil pessoas, das quais 390 mil estão registradas como "independentes" e, ao por não estarem inscritas em nenhum partido, podem votar nas primárias republicanas ou democratas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos