Senado da França aprova prolongação de estado de emergência por 3 meses

Paris, 9 fev (EFE).- O Senado da França decidiu nesta terça-feira, por 316 votos a favor e 28 contra, prolongar por três meses adicionais o estado de emergência, um status instalado logo depois dos atentados jihadistas de novembro em Paris que deixaram 130 mortos e mais de 300 feridos.

Após sua passagem pelo Senado em primeira leitura, segundo explicaram à Agência Efe fontes dessa câmara parlamentar, a votação deve ser transferida agora à Assembleia Nacional, no próximo dia 16 de fevereiro.

Se a Assembleia aprova-la sem modificações esse seria seu último passo, mas caso seja realizada alguma mudança, uma comissão mista paritária seria a encarregada de dar seu sinal verde.

O atual estado de emergência expira no próximo dia 26 de fevereiro e desde sua aplicação, segundo os últimos números do Executivo, foram efetuadas 3.336 operações sem autorização judicial, uma das quais permitiu abortar um novo atentado; 344 pessoas foram detidas e 578 armas foram apreendidas, 42 delas de guerra.

O governo pretende inscrever essa disposição na Constituição, dentro de uma reforma da Carta Magna que prevê também retirar a nacionalidade dos condenados por terrorismo e que está sendo votada de forma paralela no parlamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos