Busto do ex-presidente Néstor Kirchner é atacado pela 3ª vez na Argentina

Buenos Aires, 10 fev (EFE).- Um busto do falecido ex-presidente argentino Néstor Kirchner (2003-2007) colocado na província de Entre Ríos (nordeste) sofreu um ataque de vandalismo no final de semana passado.

O busto, situado na cidade de Concepción del Uruguay, "teve o nariz arrancado depois de ser atingido por uma pedra", disse nesta quarta-feira à Agência Efe o delegado Luis Aníbal Aguiar.

Além disso, o delegado afirmou que não se sabe quem realizou o ato de vandalismo, já que não tem a assinatura de nenhum grupo ou pessoa.

Esta não é a primeira vez que um fato assim acontece: desde que o busto foi instalado em outubro de 2011, já foi atacado mais duas vezes de maneira anônima.

A primeira ocorreu um ano após sua instalação, quando atiraram tinta em seus olhos. A segunda, em maio de 2013, envolveu pichações insultantes e o roubo das placas da obra.

Nas duas oportunidades anteriores, grupos e pessoas ligadas ao ex-presidente se responsabilizaram pelas despesas de recuperação, mas nesta ocasião ainda se desconhece quem se encarregará de restaurá-lo.

Néstor Kirchner governou a Argentina entre maio de 2003 e dezembro de 2007 e foi sucedido por sua esposa, Cristina Kirchner, que governava em outubro de 2010 quando ele morreu, aos 60 anos, de uma parada cardiorrespiratória.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos