Polícia do Egito recupera mais de 30 peças arqueológicas roubadas

Cairo, 10 fev (EFE).- A polícia egípcia prendeu nesta quarta-feira um homem com mais de 30 peças arqueológicas das épocas faraônica e greco-romana.

De acordo com um comunicado do Ministério do Interior do Egito, o homem, um agricultor de 51 anos, reconheceu que roubou as peças de escavações na cidade de Minia e que iria contrabandeá-las. Entre os objetos apreendidos estavam 23 estatuetas antropomorfas do periódico faraônico.

Também hoje, a polícia portuária evitou uma tentativa de contrabando de 14 peças de cerâmica do final do século XIX e início do XX, em uma operação na cidade mediterrânea de Damieta.

No Egito são frequentes as escavações clandestinas para encontrar tesouros faraônicos, especialmente em áreas próximas a sítios arqueológicos ou dentro deles, e que depois são vendidos no país ou no exterior.

Há quatro dias, as autoridades detiveram três pessoas por comercializar ilegalmente pedras das famosas Pirâmides de Giza.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos