Polícia italiana detém 11 pessoas por pedofilia, incluindo um padre

Roma, 11 fev (EFE).- A polícia da Itália prendeu nesta quinta-feira 11 pessoas, entre elas um sacerdote e um treinador de futebol juvenil, acusadas de pagar para ter relações sexuais com menores nas regiões da Lombardia e de Emília-Romanha, no norte do país.

A operação foi realizada por membros do corpo dos Carabineiros do município de Brescia (norte) nas províncias de Bérgamo, Milão, Monza, Brianza e Parma.

As investigações começaram em agosto, depois de a polícia italiana descobrir que quatro menores tinham sido pagos para ter relações sexuais em carros, em algumas ocasiões estacionados em shoppings, ou em residências.

As autoridades diocesanas confirmaram a prisão de Diego Rota, pároco que prestava serviços em Bérgamo.

"As graves acusações provocaram no bispo e na comunidade diocesana estupor, surpresa e profunda dor", declararam os responsáveis de cúria diocesana em comunicado.

"Estamos cientes de que situações deste tipo encontram perturbações em muitos e queremos de todo coração que a verdade e a justiça sejam estabelecidas, confiando no trabalho daqueles que são chamados a garanti-las", continuaram.

Segundo a investigação, os acusados contatavam os menores através das redes sociais e combinavam manter relações sexuais em troca de presentes ou pequenas somas de dinheiro.

Vários computadores foram apreendidos na operação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos