Publicidade com Neymar é retirada por "violar a santidade" de Meca

Riad, 11 fev (EFE).- Cartazes publicitários com a fotografia do atacante brasileiro Neymar da Silva causaram polêmica na cidade santa saudita de Meca, o que levou à retirada dos anúncios das ruas.

Segundo informou nesta quinta-feira o jornal local "Meca", a decisão foi adotada ao considerar que esta publicidade violava "a santidade religiosa" da cidade, o epicentro da peregrinação muçulmana.

A rede americana McDonald's tirou os anúncios com a foto do jogador do Barcelona depois que nas redes sociais surgiu uma campanha de crítica, que apontava também que a publicidade prejudicava o prestígio religioso de Meca.

Um responsável da Prefeitura da cidade, Ozman Mali, disse em comunicado que informaram à empresa americana das observações em relação ao letreiro e o divulgado nas redes sociais.

Ele antecipou que será pedido aos órgãos competentes para levar em conta esta situação no futuro, por respeito a Meca e aos sentimentos dos muçulmanos.

Nem as autoridades nem o McDonald's disseram se a medida está relacionada com as frequentes mostras de Neymar no campo de sua religiosidade cristã.

Meca é a cidade santa mais importante do Islã e a ela chegam milhões de fiéis todos os anos dentro da grande peregrinação ou "hajj" e a menor, denominada "omra".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos