Sobe para 55 o número de mortos por terremoto em Taiwan

Taipé, 11 fev (EFE).- O número de mortos pelo terremoto que sacudiu o sul de Taiwan no último sábado aumentou nesta quinta-feira para 55, enquanto os feridos chegam a 549 e mais 83 pessoas seguem desaparecidas, segundo dados do Serviço Nacional de Emergências.

Entre os mortos há um bebê de dez dias, um menino e uma menina de seis meses e mais 13 crianças, enquanto entre os que permanecem sob os escombros há 64 adultos e 19 crianças, segundo o Serviço Nacional de Emergência.

As operações de resgate na cidade de Tainan, a mais atingida pelo terremoto de magnitude 6,4 na escala Richter, entraram hoje em seu sexto dia.

Os familiares dos desaparecidos após o colapso do edifício Dragão Dourado (Weiguan Jinlong) - o mais atingido pelo terremoto com 53 mortes - seguem nos arredores do mesmo para acompanhar a evolução dos trabalhos de resgate, com esperanças de que seus entes queridos sejam encontrados com vida.

Ontem, o presidente da empresa responsável pela construção do edifício Dragão Dourado, Lin Ming-hui, foi detido junto com seus sócios Chang Kui-an, arquiteto, e Cheng Chin-kui, executivo da empresa, acusados de homicídio por negligência profissional.

Os investigadores da promotoria de Tainan encontraram indícios de problemas na construção para acusar Lin e seus sócios, mas também descobriram que algumas vigas foram retiradas nos primeiros andares do edifício, possivelmente depois da construção.

Suspeita-se que os proprietários de parte desses andares retiraram os pilares para aumentar o espaço, que depois alugaram para uma empresa de comércio de produtos eletrônicos e de informática.

O terremoto de magnitude 6,4 teve seu epicentro no povoado de Meinung, no sul de Taiwan, e a 16,7 quilômetros de profundidade. O sismo sacudiu o sul da ilha às 3h57 locais de sábado (17h37 de Brasília da sexta-feira), segundo o Serviço Meteorológico Central do arquipélago.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos