Papa parte rumo ao México após histórico encontro com Kirill em Cuba

Havana, 12 fev (EFE).- O papa Francisco partiu nesta sexta-feira rumo ao México após seu histórico encontro com o patriarca russo Kirill no aeroporto de Havana, em uma reunião que durou cerca de duas horas e na qual estiveram de acordo na possibilidade de cooperação entre as igrejas católica e ortodoxa.

O primeiro encontro entre os hierarcas das duas igrejas desde 1054 foi selado com a assinatura de uma declaração conjunta na qual expressaram sua vontade de trabalhar juntos na defesa do cristianismo, perseguido agora no Oriente Médio e no norte da África.

O papa foi levado até a pista de aterrissagem pelo presidente cubano, Raúl Castro, que também o recebeu na hora de seu pouso apenas algumas horas antes.

Além de Castro, se despediram de Francisco representantes da hierarquia católica da ilha, como o cardeal Jaime Ortega e o arcebispo de Santiago de Cuba e presidente da Conferência de Bispos, Dionisio García.

Em uma breve declaração após a assinatura da declaração, o pontífice destacou que concordou com Kirill que "a unidade se faz caminhando", enquanto o patriarca russo afirmou que o encontro serviu para "entender e sentir" a postura do outro.

O papa fez uma breve escala em Cuba para o encontro com Kirill em seu trajeto rumo ao México, país no qual iniciará nas próximas horas uma visita oficial de cinco dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos