Papa Francisco chega ao México em sua primeira visita ao país

Cidade do México, 12 fev (EFE).- O papa Francisco chegou nesta sexta-feira ao Aeroporto Internacional da Cidade do México (AICM) para sua primeira visita ao país latino-americano, na qual passará por cinco estados em cinco dias.

A Secretaria de Comunicações e Transportes do México informou no Twitter que o avião de Francisco aterrissou perto das 19h17 locais (23h17 de Brasília).

Francisco chegou ao México vindo de Cuba, onde fez uma escala de algumas horas para se reunir com o patriarca ortodoxo Kirill, no primeiro encontro dos líderes das duas Igrejas após o cisma de 1054.

Minutos depois da aterrissagem, ao som de "Cielito lindo" interpretado por um grupo de mariachis, o avião do pontífice chegou ao ponto previsto para o ato de boas-vindas.

Antes que Francisco descesse da aeronave da Alitalia em que chegou, subiu ao avião o núncio apostólico do Vaticano no México, Christophe Pierre.

Instantes mais tarde, o pontífice desceu tranquilamente da aeronave e cumprimentou o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto e a primeira-dama, Angélica Rivera.

Ao mesmo tempo em que os três começavam a caminhar sorridentes pelo tapete vermelho, os sinos da Catedral Metropolitana da Cidade do México começaram a soar no centro da capital, de acordo com uma emissora de televisão mexicana.

Peña Nieto e sua esposa acompanharam o papa até onde se encontravam quatro crianças que entregaram ao pontífice um cofre com terra dos 32 estados mexicanos para que ele abençoasse.

As crianças estavam vestidas com trajes típicos dos estados de Oaxaca, Puebla, Veracruz e Jalisco.

Em seguida, vários artistas, entre eles os mexicanos Cristian Castro, Lucero e Pedro Fernández, e o argentino naturalizado mexicano Diego Verdaguer, interpretaram a canção "Luz".

O tema faz parte do disco "México se llena de luz", uma produção com fins beneficentes impulsionada pela primeira-dama do país e que conta como 16 temas, quatro deles inéditos.

Parte da renda adquirida com a venda do disco será destinada ao hospital infantil "Federico Gómez" da capital do país, que o pontífice visitará no domingo.

Depois, o papa quebrou o protocolo ao deixar o tapete vermelho para se aproximar das arquibancadas instaladas junto à pista de aterrissagem, que estavam lotadas de autoridades, fiéis e jornalistas.

Lá, Francisco beijou uma criança doente, que estava nos braços de um homem que se aproximou dele e colocou um chapéu de um dos músicos. Em seguida, o papa cumprimentou, um por um, os bispos mexicanos e os integrantes do gabinete presidencial.

Está previsto que depois da acolhida oficial, o papa, Peña Nieto e sua esposa mantenham um encontro privado no mesmo aeroporto, e que depois o pontífice cumprimente o chefe de governo (prefeito) da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera.

Em seguida, Francisco subirá ao papamóvel para se dirigir à Nunciatura Apostólica, onde dormirá todas as noites durante sua visita ao México, em um percurso que será acompanhado por milhares de mexicanos, todos munidos com seus telefones celulares para registrar a passagem do pontífice.

Até a próxima quarta-feira, Francisco tem uma agenda de atividades na Cidade do México e nos estados do México, Chiapas, Michoacán e Chihuahua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos