Polícia investiga vínculo terrorista em ataque a restaurante nos EUA

Washington, 12 fev (EFE).- A polícia de Columbus, em Ohio, nos Estados Unidos, disse nesta sexta-feira que está investigando a possibilidade de haver vínculos terroristas em um ataque ocorrido ontem em um restaurante dessa cidade, no qual um somali feriu com um facão quatro pessoas que jantavam no local e depois acabou sendo abatido pelos agentes.

Em entrevista coletiva, o sargento da polícia de Columbus, Rich Weiner, explicou que "não existia qualquer motivo" para que o autor do crime atacasse essas pessoas e que as autoridades estão investigando se o agressor poderia ter algum vínculo com organizações terroristas islamitas.

O autor do ataque, que morreu pelos disparos da polícia, foi identificado como Mohammed Barry, de 30 anos e natural da Somália, que, segundo as informações da polícia, poderia ter viajado para os Emirados Árabes Unidos em 2012.

O especialista em segurança nacional Jeff Coles disse à emissora "CBS" que o ataque e o agressor correspondem ao padrão dos chamados "lobos solitários", que agem inspirados por grupos terroristas sem pertencer a qualquer célula ou organização.

Na noite de ontem, Barry entrou no Nazareth Restaurant and Deli em Columbus, um estabelecimento de comida mediterrânea administrado por um israelense, conversou com um funcionário e foi embora, para retornar meia hora depois e atacar quatro dos clientes que estavam jantando no recinto.

Os primeiros a serem atacados foram um homem e uma mulher que jantavam em uma mesa perto da entrada do local.

Os próprios funcionários e proprietários do restaurante tentaram deter o agressor atirando cadeiras contra ele, o que fez com que o mesmo deixasse o local e fugisse em um automóvel branco, o que levou a uma breve perseguição policial que terminou com Barry morto.

Das quatro vítimas, o mais grave é um homem de 54 anos que se encontra em estado crítico no centro médico Grant, em Columbus, enquanto um casal de 43 anos permanece estável e outro homem da mesma idade já foi tratado e recebeu alta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos