Bombardeios destroem centro médico apoiado pela MSF no norte da Síria

Beirute, 15 fev (EFE).- Um centro médico apoiado pela ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) foi destruído nesta segunda-feira por bombardeios na população de Maarat al Nuaman, na província síria de Idlib, informou a organização.

Em um tweet, MSF indicou que está reunindo mais dados sobre o fato, mas ainda não confirmou se houve vítimas.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou por sua vez que aviões russos bombardearam hoje um hospital, "apoiado por uma organização médica internacional", nos arredores de Maarat al Nuaman, e afirmou que houve mortos e feridos.

Não é a primeira vez que um centro médico que recebe apoio da MSF é atacado na Síria.

No último dia 5, três pessoas morreram e outras seis, entre elas uma enfermeira, ficaram feridas em um bombardeio contra o hospital de Tafas, no sul da Síria, também ajudado pela ONG.

A Síria sofre há quase cinco anos um conflito que já deixou mais de 260 mil mortos, segundo a apuração do Observatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos