Preso aposentado que jogou tinta contra mausoléu de Lênin na Rússia

Moscou, 15 fev (EFE).- Um pensionista foi detido e internado em uma clínica psiquiátrica após lançar uma lata de tinta contra o mausoléu de Lênin, que fica na Praça Vermelha da capital russa, informou a polícia nesta segunda-feira.

O homem, um bielorrusso de 78 anos, se aproximou ontem da edificação de mármore vermelho e jogou tinta verde, e foi imediatamente detido pelos guardas de segurança.

Os serviços de limpeza demoraram apenas meia hora para limpar a pintura, diante dos curiosos olhares dos turistas russos e estrangeiros que caminhavam pela praça.

O aposentado, que exigiu a presença da imprensa e de representantes da administração do Kremlin, foi internado em uma clínica psiquiátrica.

Segundo a agência "Interfax", o bielorrusso, que vive em Moscou, se queixava do alto custo das despesas comuns, um dos principais problemas para os aposentados, especialmente agora com o aumento da inflação e a recessão econômica.

Recentemente, o presidente russo, Vladimir Putin, voltou a se referir à possível transferência da múmia de Lênin, que está nesse mausoléu desde 1924, e se mostrou contra decisões precipitadas que possam provocar uma divisão na sociedade russa.

A Praça Vermelha está ladeada pelas muralhas do Kremlin e pelo mausoléu de Lênin, o Museu Histórico, os armazéns Gum e a Catedral de São Basílio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos