Promotor pede 19 anos de prisão para acusadas de matar funcionária pública

León (Espanha), 15 fev (EFE).- A Promotoria da Espanha pediu nesta segunda-feira uma condenação de 19 anos de prisão para cada uma das três acusadas do assassinato de Isabel Carrasco, que possuía um alto cargo na província de León (norte) e onde presidia o governamental Partido Popular.

Isabel tinha 59 anos quando foi morta a tiros por Montserrat González, de 60, enquanto atravessava uma ponte em León, segundo a confissão da própria autora do crime, que alegou motivos pessoais para ter agido.

Hoje, o promotor abriu a alternativa de considerar cúmplices, e não assassinas, às outras duas envolvidas - a filha de Montserrat, Triana Martínez, de 36 anos, e a policial Raquel Gago, de 42 -, o que poderia representar até 12 anos de prisão. No caso de Raquel existe, inclusive, à opção de que seja considerada autora do crime de encobrimento, o que dariam três anos de prisão. Em todos estes casos, seria preciso somar outros três anos pelo crime de posse ilegal de arma.

O promotor insistiu que, com estas opções, pretende "dar outras possibilidades aos membros do júri" para que as três acusadas sejam condenadas. O Ministério Público diminuiu em um ano seu pedido inicial de pena e afirmou que considerou como atenuante a indenização de 77.622 euros (quase R$ 350 mil) que Montserrat e Triana pagaram à filha e ao marido da vítima.

Montserrat González foi detida minutos depois do crime. Durante o julgamento, confessou que tinha sido a autora dos disparos e que tinha agido movida pelo ódio. Ela acusou Isabel de, dias antes, ter demitido sua filha do Conselho de León, instituição pública que administra competências da província e da qual a vítima era presidente.

O promotor sustentou que Montserrat, Triana e Raquel entraram em acordo para matar Isabel e que "todas têm a mesma responsabilidade". Na próxima quarta-feira, o júri popular irá deliberar sobre o veredicto. O resultado deve ser dado em um prazo de até quatro dias. EFE

nac/cdr

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos