Áustria anuncia novos controles em 12 postos de sua fronteira

Viena, 16 fev (EFE).- A Áustria lançará novas medidas de segurança e vigilância em 12 postos na fronteira, com o objetivo de conter e controlar a chegada em massa de refugiados e imigrantes, informaram as autoridades nesta terça-feira.

A ministra de Interior, Johanna Mikl-Leitner, e o de Defesa, Hans Peter Doskozil, fizeram este anúncio durante uma visita conjunta em Spielfeld, o principal ponto fronteiriço com a Eslovênia, por onde passam diariamente milhares de refugiados, informou a agência de notícias "APA".

Nesse lugar já existe uma cerca de quatro quilômetros que, segundo o governo austríaco, ajuda a controlar o fluxo de entrada de refugiados.

Entre 90% e 95% destas pessoas segue viagem para a Alemanha, enquanto o resto pede asilo na Áustria, em um ritmo de entre 100 e 200 solicitações por dia, de acordo com os dados mais recentes do governo.

Instalações similares às de Spielfeld serão construídas agora em outros 12 postos, não só na fronteira com a Eslovênia, mas também na com a Itália e com a Hungria.

Os estados afetados são Caríntia, Estíria, Tirol e Burgenland, na divisa com Eslovênia, Itália e Hungria.

Nestes postos serão realizados controles de veículos e de identidade, inclusive em trens, explicou Mikl-Leitner.

Desta forma, as autoridades austríacas esperam poder lidar melhor com os recursos das forças de segurança disponíveis para atuar caso "pessoas ou grupos de pessoas violentas" tentem entrar à força no país, explicou a ministra à imprensa.

Além disso, haverá controles adicionais no interior do país, em regiões próximas à fronteira, para detectar pessoas que tenham entrado ilegalmente.

O governo da Áustria, um dos países europeus que mais refugiados acolheu desde o meio do ano passado, vem endurecendo sua política migratória desde começo deste ano.

Primeiro anunciou um teto anual de solicitações de asilo de 37.500 pessoas para 2016, depois limitações diárias - ainda sem definir - e agora este aumento das medidas de segurança nas fronteiras.

Mikl-Leitner indicou que esta semana fixará com a Eslovênia quantos refugiados poderão passar pela fronteira por dia, e advertiu que as medidas anunciadas hoje podem não ser as últimas.

"Se forem necessárias mais cercas, construiremos mais cercas", afirmou.

Em 2015 a Áustria registrou 90 mil solicitações de asilo, três vezes mais do que no ano anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos