Incêndio causado por manifestantes mata 6 pessoas por asfixia na Bolívia

La Paz, 17 fev (EFE).- Pelo menos seis pessoas morreram asfixiadas e outras 30 ficaram feridas nesta quarta-feira em um incêndio na prefeitura da cidade de El Alto, a segunda mais populosa da Bolívia, que foi provocado por manifestantes durante um protesto de pais de família contra a prefeita, a opositora Soledad Chapetón.

Em entrevista coletiva, o diretor do Serviço Departamental de Saúde (Sedes) de La Paz, Freddy Valle, e o chefe do hospital Boliviano Holandês, Gonzalo Fernández, confirmaram que esse centro médico recebeu os corpos de seis pessoas, três homens e três mulheres, que morreram por asfixia.

Este incidente acontece a quatro dias do referendo em que se aprovará ou rejeitará uma reforma constitucional para permitir que o presidente do país, Evo Morales, possa voltar a se candidatar nas eleições de 2019 na busca de um quarto mandato consecutivo, até 2025.

A manifestação foi convocada por um grupo de pais de família que reivindicavam maior atenção e orçamento para as escolas de El Alto, mas depois o protesto derivou em atos de vandalismo.

Uma multidão passou pelos guardas municipais que protegiam o edifício e entrou à força para saqueá-lo e queimá-lo, segundo a imprensa local.

Os funcionários que estavam dentro da prefeitura tiveram que quebrar as janelas para evitar a asfixia e inclusive alguns deles escaparam por elas.

Uma funcionária do município relatou à Agência Efe que os manifestantes começaram a queimar documentos de um escritório jurídico que estava no térreo e depois subiram ao terceiro andar para fazer o mesmo com a documentação financeira da prefeitura.

O comandante nacional da polícia, general Edgar Téllez, declarou à emissora de rádio "Panamericana" que os manifestantes impediram a chegada rápida dos bombeiros e que os agentes tiveram que dispersar o protesto com gás lacrimogêneo para conseguir chegar ao local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos