Ataque contra civis mata 7 pessoas em base da ONU no Sudão do Sul

Juba, 18 fev (EFE).- Pelo menos sete pessoas morreram e 38 ficaram feridas na noite desta quarta-feira em um ataque de soldados do Exército sul-sudanês contra civis refugiados em uma base da missão das Nações Unidas no Sudão do Sul (UNMISS), na cidade de Malakal, informaram hoje à Agência Efe testemunhas.

O vice-presidente do Comitê de Paz e Reconciliação do acampamento, Peter Dhikon, explicou à Efe que um grupo de soldados se infiltrou no local e abriu fogo contra os civis de forma indiscriminada.

O ataque aconteceu no marco de uma disputa entre as forças governamentais e os refugiados na sede da UNMISS por causa do fechamento de um caminho, que provocou um aumento dos preços dos alimentos.

Parte dos prédios residenciais da sede foram incendiados, embora em seu interior já não houvesse civis, que tinham fugido quando os tiros começaram, acrescentou Dhikon.

Uma fonte médica do acampamento disse à Efe que a maioria dos feridos apresentam marcas de tiros e que alguns estão em estado grave.

Os distúrbios continuaram até hoje na sede de Malakal, capital do estado petrolífeor do Alto Nilo, que foi abandonada pelos refugiados.

Nem a UNMISS nem as autoridades sul-sudanesas comentaram por enquanto sobre este fato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos