Atentado contra comboio militar deixa 7 mortos na Turquia

Ancara, 18 fev (EFE).- Pelo menos sete pessoas morreram em um atentado a bomba acionada por controle remoto que explodiu nesta quinta-feira durante a passagem de um veículo militar no sudeste da Turquia, informou o jornal "Hürriyet" em sua versão eletrônica.

Segundo a agência de notícias semioficial "Anadolu", várias ambulâncias se dirigiram para o local na estrada entre Diyarbakir e Bingol, no sudeste do país.

O ataque aconteceu apenas um dia depois do atentado realizado por um suicida com um carro-bomba no centro de Ancara, no qual morreram 27 militares e um civil.

O governo turco acusou a milícia sírio-curda PYG de ser responsável pelo atentado, o mais grave na Turquia desde o mês de outubro do ano passado, quando morreram mais de 100 pessoas em um duplo ataque suicida em Ancara.

Poucas horas após o atentado de Ancara, a aviação turca atacou posições do Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK) no norte do Iraque, onde haveria "eliminado" entre 60 e 70 rebeldes, assegurou o Estado-Maior turco em comunicado em seu site.

A Turquia está no meio de uma complexa operação militar que inclui frentes no sudeste do país, onde tenta combater as estruturas urbanas do PKK, no norte da Síria, atacando com artilharia além da fronteira as milícias curdas, e no norte do Iraque onde bombardeia pelo ar as bases do PKK.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos