Cameron não aceitará acordo com UE que não acolha necessidades de Londres

Bruxelas, 18 fev (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, advertiu nesta quinta-feira que não aceitará nenhum acordo com a União Europeia (UE) que não acolha as necessidades do Reino Unido, e destacou que é mais importante fazê-lo bem do que rápido.

"Vou brigar pelo Reino Unido. Se pudermos conseguir um bom acordo o aceitarei, mas não aceitarei um acordo que não acolha o que necessitamos", disse Cameron ao chegar para a reunião do Conselho Europeu que acontece hoje e amanhã em Bruxelas.

Cameron destacou que "é muito mais importante fazê-lo bem do que fazer nada às pressas".

O primeiro-ministro do Reino Unido reconheceu que há trabalho duro pela frente hoje e amanhã, mas disse confiar que, com "boa vontade", possa conseguir um "melhor acordo" para o Reino Unido.

David Cameron deve se reunir, antes do começo da cúpula da UE, com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Em sua chegada à reunião, Tusk foi contundente ao garantir que esta é a cúpula "da construção ou da ruptura" da UE.

Em sua carta de convite aos líderes ele já havia adotado este tom dramático, ao assegurar que não há garantia de que se alcance um acordo porque ainda estão abertas questões políticas que serão difíceis de superar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos