ONU chegará a outras áreas sitiadas na Síria em até uma semana

Genebra, 18 fev (EFE).- A ONU planeja chegar com assistência humanitária a mais áreas sitiadas na Síria no prazo de uma semana, após a entrada de comboios com alimentos e outra ajuda humanitária em cinco de 18 zonas cercadas militarmente na quarta-feira.

A operação realizada ontem possibilitou o acesso a Muadamiya al-Sham, Madaya e Al Zabadani, na periferia de Damasco e cercadas pelas forças governamentais e seus aliados.

Além disso, foi transportada ajuda a Fua e Kefraya, de maioria xiita e sitiadas pela Frente al Nusra, braço sírio da Al Qaeda, e outros grupos armados.

A esses lugares foram levados, ao todo, 114 grandes caminhões com provisões para um mês a 80 mil pessoas. Os veículos que transportavam suprimentos médicos - como antibióticos, tratamentos de diálise e outros materiais - foram interceptados e não conseguiram chegar.

"A próxima fase é chegar a todas as zonas que estão sitiadas na Síria antes de uma semana", disse à imprensa o presidente do grupo de trabalha para o acesso humanitário criado para a Síria, Jan Egeland.

As organizações de ajuda estimam que nas zonas sitiadas há um total de 480 mil pessoas, às quais a ONU quer ter "acesso contínuo", e não excepcional.

Entre essas zonas se encontra Deir ez-Zor (nordeste da Síria), onde vivem 200 mil civis sitiados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e que deve receber ajuda pelo ar.

"Nessa área, a entrega de ajuda só pode ser feita pelo ar", afirmou o responsável humanitário, que comentou que o Programa Mundial de Alimentos da ONU já "tem um plano concreto".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos