Seqüestrados 5 funcionários do Comitê da Cruz Vermelha no Afeganistão

Cabul, 18 fev (EFE).- Pelo menos cinco funcionários afegãos do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC) foram sequestrados por homens armados na província de Ghazni, no sudeste do Afeganistão, informaram fontes oficiais e da organização à Agência Efe nesta quinta-feira.

O porta-voz do Comitê no país, Moeckli Olivier, explicou que um grupo armado interceptou os voluntários há dois dias quando eles faziam uma viagem de trabalho pelo sul, e confirmou que todos eles são de nacionalidade afegã.

"O ICRC está em contato com o governo e outras pessoas e tentam garantir sua segura libertação", afirmou o porta-voz, que não quis dar mais detalhes por razões de segurança.

O governo regional colabora nas tarefas para tentar liberar os reféns, mas a localização deles é desconhecida, indicou uma fonte da administração local que preferiu manter o anonimato.

Os sequestros são comuns no Afeganistão e os empregados de organizações humanitárias são frequentemente alvo deste tipo de ação, que muitas vezes busca o dinheiro do resgate.

Em um dos últimos casos, uma voluntária alemã da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) foi liberada no final de outubro, nove semanas após ser sequestrada em Cabul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos