Autoridades declaram estado de desastre natural em Fiji

Bangcoc, 20 fev (EFE).- As autoridades de Fiji, país do Oceano Pacífico com 880 mil habitantes, declararam neste sábado o estado de desastre natural pela presença do ciclone Winston com ventos constantes de 230 km/h e rajadas de até 325 km /h.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Marítimo e Rural e Resposta Nacional aos Desastres, Meleti Bainimarama, a medida irá valer, por pelo menos, 30 dias. As autoridades fijianas tinham imposto, horas antes, um toque de recolher a partir das 18h (horário local). O Winston entrou à tarde no país pela parte leste com ventos e chuvas fortes.

A Autoridade de Transporte Terrestre ordenou táxis, ônibus e companhias de transporte a suspenderem a circulação a partir das 17h (horário local), de acordo com o jornal "Fiji Sun".

"O ciclone Winston já causou grandes danos na ilha de Vanua Balavu, aonde chegou com força para arrancar o topo dos resistentes coqueiros. Nossa maior preocupação agora é o povo que vive em casas precárias perto da capital, Suva", disse Anna Cowley, da ONG CARE Australia, em comunicado.

O diretor do Escritório Nacional de Resposta aos Desastres, Akapusi Tuifagalele, emitiu um alerta nacional ontem e as autoridades habilitaram 758 centros para receber desabrigados.

Embarcações pesqueiras foram orientadas a não sair dos portos e os voos das principais companhias aéreas foram cancelados. Os meteorologistas preveem que o Winston, que já passou por Tonga, atravesse Fiji na direção oeste e que o impacto mais forte aconteça nas primeiras horas de amanhã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos