Morrem 7 membros do ELN em operação militar no leste da Colômbia

(Corrige segundo parágrafo).

Bogotá, 20 fev (EFE).- Pelo menos sete guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN) morreram em uma operação conjunta das forças militares e da polícia da Colômbia no departamento de Arauca, na fronteira com a Venezuela, na qual outro insurgente foi capturado, informaram fontes oficiais.

"Atenção, sete neutralizados e um capturado do ELN", afirmou o Ministério da Defesa em sua conta no Twitter, acrescentando que na operação participaram o exército, a força aérea e a polícia.

A informação foi ratificada pelo comandante do exército, general Alberto Mejía, que qualificou a operação de "contundente" também em sua conta no Twitter.

Após ser informado da operação o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, felicitou o trabalho das forças armadas.

"Felicitações nossas forças armadas pelo contundente golpe contra o ELN em Arauca", declarou Santos.

O ELN está há mais de dois anos em contatos "exploratórios" com o governo para iniciar um diálogo de paz, mas ainda não se decidiu dar esse passo.

Pelo contrário, na semana passada essa guerrilha intensificou seus ataques em diferentes partes do país como parte de uma "greve armada" para comemorar os 50 anos da morte em combate de um de seus ícones, o sacerdote Camilo Torres Restrepo, conhecido como "o padre guerrilheiro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos